27°
Chapadão do Sul.MS
18 de Setembro de 2018
 
12/09/2018 às 07h21

Telefonia celular alcança 98,2% da população brasileira, indica levantamento recente

A cena de pessoas com celular nas mãos, em tempo integral, já faz parte da vida cotidiana, independentemente do poder aquisitivo. Isso confirma a ideia dos meios de comunicação como extensão do homem, apontada pelo filósofo canadense, Marshall McLuhan. Levantamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgado pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), mostra que os serviços de telefonia móvel atingem 98,2% da população brasileira.

Divulgado na última quinta-feira, 6 de setembro, os dados indicam que ainda existem 3,8 milhões de brasileiros – moradores de distritos fora da sede dos Municípios – sem acesso aos serviços de telefone celular. Também existem Municípios que contam apenas com a tecnologia 2G, que não permite o acesso à internet. Ainda assim, a abrangência do serviço de telefonia móvel é uma realidade para quase 100% da população nacional.

Com relação às tecnologias 3G e 4G, que permitem acesso móvel à internet, os dados mostram que a cobertura de 3G está em 5.301 Municípios, onde moram 99,3% da população brasileira. Já a internet 4G chega em 4.122 Municípios brasileiros, onde moram 94,4% da população. “Essa cobertura está muito além das metas: a do 4G é quase quatro vezes superior à última obrigação, de 1.079 Municípios, e a meta atual de 3G é de 3.917 Municípios”, sinaliza a Telebrasil.

Universalização

A Associação de Telecomunicações argumenta que as regras definidas pelo órgão regulador preveem o atendimento de 80% da área urbana do distrito sede e mais uma faixa de 30 quilômetros além dos limites do distrito sede. Em relação ao fato de ainda não haver a universalização dos serviços 3G e 4G, a Telebrasil explica ainda que distritos fora dessa área não estão nas obrigações de cobertura.

O avanço do acesso à telefonia, inclusive telefonia móvel e acesso à internet, faz parte da história do movimento municipalista brasileiro e da consolidação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) como representante dos governos locais. Isso porque as ações municipalistas foram expandidas para os 5.568 Municípios, nos anos 90, por meio do serviço de telefonia móvel. E até hoje grande parte das ações promovidas pela entidade são disseminadas por esse canal, além da internet e de encontros nos mais remotos lugares do território nacional.

Por: Agência CNM, com informações da EBC

Tag3 - Desenvolvimento Digital